Graduação - Administração

Atualizado em 16/06/2018

COORDENAÇÃO

Prof. Me. Sérgio Elias Istoe

 

INVESTIMENTO

Valor Integral: R$ 790,34
Desconto de 10% até a data de Vencimento:  R$ 711,30

 

ATOS LEGAIS DE AUTORIZAÇÃO

Portaria de Autorização nº 112 de 07 de março de 2013).

 

NÚMERO DE VAGAS

60 vagas anuais 

 

PERIODICIDADE DE ENTRADA

Semestral

 

DURAÇÃO

4 anos

 

SOBRE O CURSO

Competências do Bacharel em Administração

  • Em relação às competências, são elas:
  • Formar o profissional de Administração que conheça e saiba exercer os requisitos legais no conteúdo de suas decisões e ações.
  • Formar o profissional de Administração que concatene as dimensões técnicas, políticas, estéticas e éticas.
  • Formar o profissional de Administração que saiba analisar questões de forma estruturada, escolhendo os sistemas de informação necessários e apropriados à tomada de decisões, com oportunidade, relevância e celeridade.
  • Formar o profissional de Administração consciente das variáveis ambientais e estruturais na configuração da estratégia organizacional e posicionamento na sociedade, ambiente e mercado.
  • Formar o profissional de Administração habilitado para empregar as questões éticas no cotidiano profissional, agregando competências de pesquisa para investigação em Administração.
  • Formar o profissional de Administração habilitado a empregar os métodos qualitativos necessários à gestão dos valores monetários, logística, planejamento e avaliação do desempenho da organização.
  • Formar o profissional de Administração habilitado às questões logísticas da organização e das interfaces com a rede de parceiros acoplada à operação do negócio.
  • Formar o profissional de Administração habilitado a elaborar e a gerir contratos e projetos necessários à estruturação e operação da organização.
  • Formar o profissional de Administração capaz de analisar criticamente modelos e teorias de administração e de organização.
  • Formar o profissional de Administração para atuar no ramo de serviços, focalizando a operação, marketing, tecnologia de informação, plano de negócio, negociação e contratação.
  • Formar o profissional de Administração com autoconhecimento de seus talentos e limites em comunicação e expressão no trato com seus pares e pessoas de seu convívio no cotidiano profissional.

 

Habilidades

Para o alcance do perfil do profissional a ser formado, há de se desenvolverdeterminadas habilidades, a saber:

  • Autogerenciamento da carreira: o egresso devera ter a consciência da importância de atualização profissional, com o objetivo principal de acompanhar as transformações no mundo e no trabalho.

  • Comunicação: desenvolver a capacidade de comunicação interpessoal, com o intuito de atuar em equipes multidisciplinares.

  • Conhecimento tecnológico: integrar tecnologia e aprendizagem com intuito de capacitar o profissional para acessar base de dados e explorar dados globalmente para a tomada de decisão.
  • Liderança: desenvolver a capacidade de resolver problemas e desafios organizacionais com flexibilidade, decidir entre opções; visualizar e medir riscos, selecionar estratégias adequadas, sempre com o intuito de atender os interessas interpessoais e institucionais.
  • Preocupação com o meio ambiente: capacidade de identificar e desenvolver ações institucionais sem perder de vista a conservação e melhoria do meio ambiente, objetivando a qualidade de vida.

 

Onde atuar

O Bacharel em Administração estará apto a exercer sua atividade profissional no serviço público federal, estadual, municipal, autárquico, sociedades de economia mista, empresas públicas, empresas privadas e fundações, atuando em qualquer uma das áreas internas de todas as ramificações dos três setores básicos da Economia, que são os Setores Primário, Secundário e Terciário, ou seja, em atividades ligadas à agricultura, indústria, comércio e organização de serviços, no gerenciamento, na organização e no controle, nas áreas de material, patrimônio, finanças, recursos humanos, produção, marketing e organização e métodos.

 

Mercado de trabalho

Gerenciar recursos humanos, materiais e financeiros, de organizações, é a missão base do administrador, que é capaz de atuar em diversos níveis, como na coordenação de uma equipe, gerência de um departamento, gestão de uma empresa, ou CEO de uma multinacional.

O bacharel em administração é um profissional fundamental para a definição da estratégia do negócio, gerenciamento das ações de marketing, das atividades de logística e vendas, do gerenciamento de pessoas, de produção e finanças. Suas competências e habilidades são fundamentais para companhias de segmentos variados, sejam elas públicas, privadas ou sem fins lucrativos, e além disso, possui um perfil é extremamente versátil, sendo importante em setores e departamentos diversos. Alguns exemplos: Gestão Empresarial, Recursos Humanos, Gestão Hospitalar, Gestor Financeiro, de compras, Industrial, Hoteleiro, Comércio Exterior, etc.

 

Dinâmica e organização do curso de Administração

A proposta da Formação Básica no contexto da ciência da Administração é a de permitir, ao aluno, momentos de discussão que possam promover o desenvolvimento do mesmo enquanto ser social seja através da retórica ou da expansão do raciocínio lógico. Neste sentido, discussões e debates filosóficos permitirão uma revisão de conceitos éticos e bioéticos, estabelecendo-se assim uma visão crítica acerca das relações com o direito e a sociologia.

A proposta de Formação Profissional no contexto da Ciência da Administração deve contextualizar dois tipos de cenários previsíveis no mercado de trabalho. O primeiro cenário está associado a uma perspectiva industrial e comercial das micro e pequenas empresas, cuja demanda por profissionais pressupõe uma formação generalista. Já o segundo cenário, verifica-se a busca por profissionais com características especificas cuja demanda é norteada pelo fato de que as empresas regionais ao atingirem a maturidade, passam a demandar profissionais com forte formação nas áreas de custo e processos; sem perder é claro, a visão do geral. Visto assim, o debate acerca das estruturas organizacionais, das políticas e práticas de recursos humanos, marketing, finanças, produção e custos permitirão a consolidação de uma visão holística das inter-relações do sistema empresarial de forma a estabelecer uma logística de funcionamento, desenvolvendo uma inteligência competitiva e permitindo o tão desejado planejamento estratégico.

A proposta de Estudos Quantitativos e Tecnologias estão pautadas no desenvolvimento do raciocínio lógico cuja essencialidade, na Ciência da Administração, permeia todo o processo decisório. Não obstante ao processo decisório, o conhecimento da matemática, estatística e mesmo da pesquisa operacional norteiam também o desenvolvimento das pesquisas. Afinal, a pesquisa qualitativa tem muito mais sentido quando analisada quantitativamente. Aliás, esta ideia é a base do desenvolvimento das pesquisas positivas, tão preconizadas nos congressos e periódicos nos dias atuais. Desta forma, ao estudar disciplinas relacionadas com a área financeira, estatística, o aluno estará se qualificando não somente ao processo de tomada de decisões, mas também a iniciar um projeto de pesquisa que venha a requerer análise de dados.

 

Princípios e processos avaliativos

A avaliação da aprendizagem caracteriza-se como um processo cor relacional entre os que ensinam e os que aprendem. Traz implicações positivas para o redimensionamento crítico dos papéis do educador e do educando no processo formativo, preocupando-se não apenas com a apropriação dos saberes mas também com as suas formas de apreensão e de produção. Com isso quer se superar a concepção de avaliação de aprendizagem como uma variável independente, isto é, como uma variável com um fim em si mesma e não nas reais implicações e aplicações no contexto social e cultural vigente.

São utilizados, para isso, diferentes instrumentos avaliativos que contemplem, tanto os aspectos formativos como somativos por meio de diferentes instrumentos de avaliação que promovem a aprendizagem do aluno nas diferentes e variáveis situações do cotidiano acadêmico.

Com base no regimento acadêmico, o critério de avaliação é dado da seguinte forma:

A avaliação do aproveitamento é realizada pelo professor ao longo do período letivo através de trabalhos práticos, provas e demais atividades programadas em cada componente curricular.

Nas datas fixadas no calendário escolar, o professor atribui a cada aluno, em seu componente curricular, uma nota, que será resultante dos trabalhos, provas, exercícios, projetos de leitura, relatórios, e demais atividades realizadas no período.

As notas serão denominadas N1(Nota1), N2 (Nota2) e NT (Nota de Trabalhos).